SGSO – Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional – Parte 2

Sgso para o Pessoal Operacional
O pessoal deve receber treinamento inicial e recorrente em todas as tarefas que são realizadas para garantir um alto nível de proficiência. Como parte da estratégia de treinamento da organização, uma matriz de treinamento deve ser desenvolvida para cada posição, o treinamento registrado, os intervalos recorrentes definidos e as lacunas
identificado. Além disso, eles devem demonstrar sua capacidade contínua (baseada em competências) de realizar as tarefas exigidas deles, sempre com a consciência da segurança operacional . A organização deve manter registros adequados para cada funcionário três em arquivo impresso e digital, mas não menos que cinco
anos após deixar a empresa.

[layerslider id=”59″]

Processos
Os processos devem estar em vigor para atingir os objetivos da política de segurança da organização. Eles abrangem um amplo espectro de atividades – das equipes de serviço da organização, à revisão das tendências gerais de segurança no ar. Os processos precisam ser rigorosamente seguidos para atender aos padrões e procedimentos estabelecidos. Uma pessoa competente deve ser capacitada na área de supervisão para garantir que esses padrões e procedimentos sejam seguidos, princípios de reforço positivo são usados e feedback apropriado é dado. Esses processos devem ser documentado para formar a base do treinamento de novos colaboradores ou de um treinamento de atualização para o pessoal atual. Como requisitos de negócios mudam numa organização, os processos precisarão ser revisados e atualizados para garantir sua funcionalidade.

É de fundamental importância que todos estejam envolvidos nos processos que fazem parte do SGSO

Relatos
Os relatórios de segurança têm dois propósitos: em primeiro lugar, monitorar se os processos ou atividades necessárias foram concluídas (para demonstrar a garantia de segurança) e, em segundo lugar, para verificar o progresso em relação às metas estabelecidas, monitorar taxas de acidentes, incidentes e ocorrências e medir a segurança aprimorada como resultado de mudanças no processos. O relato de ambos os aspectos é útil em um SGSO, uma vez que se mede a “entrada” e a outro mede a ‘saída’ ou resultados.

Registros
Os registros de todos os aspectos dos processos de segurança seguidos e concluídos devem ser cuidadosamente registrados, com datas e pessoal envolvido e mantidos de acordo com os requisitos adotados pela autoridade aeronáutica, assim como os registros de treinamento devem ser mantidos arquivados.

Os quatro elementos do SGSO

Os quatro elementos do SGSO

Planejar

  • Compreender os requisitos legislativos, práticas recomendadas e organizacionais existentes;
  • Identificar objetivos de segurança;
  • Estabelecer planos de contingência e planos de continuidade / recuperação de negócios;
  • Confirmar se os procedimentos estão documentados e atualizados para todas as atividades;
  • Verificar se todas as avaliações de risco estão completas;
É de fundamental importância conhecer e aplicar os quatro elementos do SGSO

Fazer

  • Fornecer treinamento e testes iniciais;
  • Garantir que as competências e os processos de treinamento de atualização estejam em vigor;
  • Confirmar se estão sendo realizadas verificações de infraestrutura e equipamentos;
  • Discutir a segurança durante as reuniões da equipe e os processos de consulta;
  • Verificar se todos os acidentes, incidentes e ocorrências são relatados;
  • Investigar todos os acidentes, incidentes e ocorrências e prosseguir com a análise de tendências;
  • Confirmar se o processo de relatório de deficiências está em vigor;
  • Confirmar se os relatos voluntários estão em vigor;
  • Garantir a manutenção de registros apropriados;
  • Cumprir todas as regras, regulamentos, políticas e outros requisitos;

Checar

  • Garantir que a gerência audite ou inspecione regularmente todas as áreas da organização;
  • Auditar instrutores e estagiários – incluindo terceiros;
  • Confirmar a ocorrência de diferentes níveis de verificação em todas as áreas;
  • Validar avaliações de risco;
  • Identificar tendências de deficiência e tendências de acidentes, incidentes e ocorrências;
  • Medir o desempenho de segurança;
A alta direção da organização é a responsável por manter a equipe treinada e manter arquivado o seu histórico

Revisar

  • Identificar causas de acidentes, incidentes e ocorrências;
  • Garantir que ações preventivas sejam tomadas e documentadas;
  • Compartilhar informações de segurança com os envolvidos na organização;
  • Trabalhar com outras pessoas para identificar e entender as melhores práticas do setor:
  • Entender os requisitos futuros do regulador em tempo hábil;
  • Estabelecer objetivos futuros de segurança;

[layerslider id=”59″]

Os temas de liderança, comunicação, consulta e execução abordados são os principais
a serem introduzidos no desenvolvimento de um SMS.
Para atingir o objetivo de ter um aeroporto seguro, certas medidas devem ser tomadas. Estas incluem o desenvolvimento e implementação de uma estrutura organizacional clara, bem como a definição de funções, responsabilidades e prestação de contas das principais pessoas envolvidas na segurança operacional. Além disso, avaliações de riscos formam uma parte vital do gerenciamento de segurança.

A implementação bem-sucedida de um SGSO numa organização resultará na adequação do gerenciamento e entrega de segurança a pessoas e aeronaves em um ambiente de trabalho compartilhado. Uma vez implementado, um SGSO garantirá a conformidade legal, permitirá que as organizações mantenham sua certificação, melhorar o desempenho dos negócios e melhorar os níveis de segurança. Além disso, é considerado proativo,não reativo.

Até a próxima e não se esqueça de compartilhar nosso conteúdo, você também é responsável pela segurança do voo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanGreekHebrewItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish